sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

2017 / 2018 - Reflexão da meia noite

Como poderão ver pelo número de actualizações - ou falta delas - do blog, não tenho andado com muito tempo para vir aqui.
Hoje tive um bocado de tempo sozinha e decidi por as leituras em dia e, como já era de prever, a maior parte dos posts mais recentes é sobre aprendizagens de 2017 e resoluções de 2018.
Não, não venho aqui listar nada. Sou pessoa de listas, é certo, mas também sou pessoa crente daquela superstição de "o que ninguém sabe, ninguém estraga" e gosto de estar na minha com calma a ver o desenrolar da situação.
No entanto, esta vida tem-me posto com tudo menos com calma e dou por mim muitas vezes sem foco e completamente perdida, por isso, não, não me chega tentar parar para alinhar as ideias porque quando dou por mim já tenho o pensamento longe e o foco perdido. Preciso de as escrever. Preciso de me concentrar no raciocínio e dar continuidade ao pensamento.

Hoje este post é uma pequena reflexão que tem única e exclusivamente o objectivo de me ajudar a perceber o ano passado e a focar no ano que está agora a começar.

Fonte

Em 2017 viajei mais do que o costume, trabalhei na minha área de formação e comecei a formar-me numa área pela qual tenho paixão. E isto devia-me fazer sentir cheia por dentro, sabem? Mas não me sinto. O ano 2017 não foi, de todo, um ano fácil. E se calhar hoje está-me a sair esta escrita mais pessimista porque tive uma triste notícia de dois amigos do peito (nada de grave, não se preocupem) o que me deixou sem esperança nas pessoas e, dramatizando, sem esperança neste mundo. Pensando bem, o último ano em que me senti mesmo bem no final foi em 2014, desde aí que parece que os anos, por muitas coisas boas que façamos ao longo deles, não marcam positivamente, sabem? Não nos enchem nem nos trazem realização... Será que depois dos 25 anos vamos ficando cada vez mais vazios? Não quero acreditar nisso. Quero muito sentir entusiasmo, força, garra e realização.

Mas o que tenho sentido é a infelicidade do imediato das coisas. Há meia hora li um post lindo, super inspirador, mas continuei a fazer scroll down na lista de posts por ler, encontrei mais 2 ou 3 títulos interessantes e às tantas já não me lembro assim tanto do 1º que li. É o bombardear de tudo, ao mesmo tempo, sobre tantas coisas diferentes, parece que me deixa exausta, percebem?

É assim que hoje me sinto em relação ao meu ano de 2017: exausta e vazia. Parece que dei tudo, fiz tudo e no fim não ficou nada. E não é de todo verdade, ficou muita coisa de certeza, mas a primeira sensação é a de vazio.

Neste ano de 2018 quero menos. Quero menos informação sobre tudo a vir de todo o lado. 
Mas neste ano de 2018 também quero mais. Quero mais calma, sem ansiedades.
Não quero banalizar as pequenas coisas, quero valorizá-las. 
Quero encontrar-me e no fim do ano sentir-me cheia por dentro.

Acreditem ou não, eu nem sou uma pessoa muito agarrada às redes sociais ou aos números ridículos de que delas vêm, mas ultimamente quando posto alguma coisa, dou por mim a fazer mais refresh do que devia e com uma sede de reconhecimento dos outros maior. Não quero esta ansiedade para mim e quero controlar isto enquanto consigo.

Terapias menos convencionais sempre foram meio que tabu cá em casa - o meu pai é homem de ciência - no entanto, começo a querer acreditar que a solução para controlar estes dissabores do mundo actual passam mesmo por aí.

Talvez experimente meditar. Não sei bem o que isso é, mas talvez experimente.
Sinto que preciso de um espaço só meu.
Talvez também esteja na hora de sair do ninho dos pais. Mesmo que pareça descabido pagar uma renda (só) para ir para um apartamento a 5 km desse ninho.

2018: guia-me e enche-me.

19 comentários:

  1. Gostei muito do post mas queria só dizer que eu também sou uma mulher da ciência e medito todos os dias :) sabias que alguns benefícios da meditação estão comprovados cientificamente? Pesquisa um pouco que vais encontrar muita informação ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Filipa, devia-te ter na minha vida todos os dias :)
      Devia pesquisar sobre isso sim!
      Um beijinho maior do que a distância que nos separa <3

      Eliminar
  2. Este ano também não foi o melhor ano para mim, por isso percebo. Em perspectiva, devíamos sentir-nos mais positivos face às pequenas vitórias, mas a verdade é que nem sempre é fácil. Esta é uma sociedade carregada de pressões e ser feliz e grato, ao invés de ser inerente, é uma luta diária. Eu comecei a fazer meditação recentemente em casa e ajuda muito linda.

    THE PINK ELEPHANT SHOE // Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só tenho ouvido coisas boas da meditação, por isso acho mesmo que tenho de pesquisar e experimentar :)
      Um Beijinho Cátia *

      Eliminar
  3. Com toda a certeza, tens razão quando dizes “o que ninguém sabe, ninguém estraga”. Pecamos sempre por achar q meia dúzia de pessoas saber não tem importância, mas essa meia dúzia transforma-se em meia dezena e por aí fora.. O segredo é a alma do negócio, e tu és uma mulher com potencial para tudo o que quiseres. Nunca te esqueças, basta querer! :)
    A meditação é algo muito nosso, muito pessoal. A meu ver das melhores formas para “nos encontrar-mos”. Experimenta! :)
    Um grande beijinho e um 2018 cheio de sucesso*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela mega força Andreia :')
      Um beijinho gigante e tudo de bom também para ti <3

      Eliminar
  4. Cada vez mais acredito na frase "o que ninguém sabe ninguém estraga", a vida tem-me ensinado muito isso.
    Desejo-te um excelente ano de 2018. Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não tenho absolutamente nenhuma dúvida da veracidade desta frase! Deve ser das poucas frases feitas que realmente fazem sentido!
      Bom 2018 e um beijinho minha querida :)

      Eliminar
  5. Posso-te dizer que depois do que descreves-te esse teria sido o meu ano perfeito. Não faço o que gosto, não viajei tanto quando queria e nem sempre com todos os que queria ao meu lado e senti-me muitas vezes perdida, no entanto, ao contrário de ti quando olhei para trás no final de 2017 pensei para comigo "podia ter sido bem pior" e consegui-me lembrar de muitas aprendizagens e de muitas coisas boas que me aconteceram! Em 2016 estava numa situação meio complicada e por aconselhamento da minha psicóloga comecei a praticar meditação e fiz o curso de Mindfulness do Vasco Gaspar e acredita que apesar de não sempre ser uma prática tão regular quanto desejava tem sido algo muito importante na minha vida. Depois dessa fase tornei-me muito mais positiva e mais capaz de observar e aproveitar a felicidade nas pequenas coisas!

    Beijinhos e um feliz 2018
    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo teu testemunho, Daniela :)
      Eu consigo ver todas as coisas boas do ano que passou, consigo dar-lhes valor, mas no fim parece que fico sempre com um friozinho na barriga como se tivesse faltado qualquer coisa!
      Quero começar a meditar e espero que 2018 não me deixe com a mesma sensação!
      Beijinhos*

      Eliminar
  6. Que seja um ano feliz, e nunca deixes de sorrir e lutar por aquilo que amas e acreditas!! beijinho doce!

    ResponderEliminar
  7. Eu vou dizer-te só uma coisa: Em 2018 quero-te muitas mais vezes junto a mim. Combinado?
    <3

    Tu és linda e vales MUITO mais do que pensas.
    Um beijinho e um 2018 muito feliz, meu amor
    www.keke.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh minha boneca *.* Mais do que combinado <3
      Obrigada do fundo do meu coraçãozinho <3
      Um mega 2018 para nós as duas *

      Eliminar
  8. Definitivamente 2017 não foi o nosso ano! Mas pelo que temos lido por aí, foi um ano difícil, de modo geral.
    Mas isto tem o seu lado positivo: quer dizer que 2018 tem mesmo que ser melhor! :D
    Tenham um excelente ano! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero mesmo que tenhas razão :) beijinhos para vocês lindos *

      Eliminar
  9. Amazing post dear, I really like it!
    Your blog is amazing, we should follow each other on GFC. Let me know in the comments on my blog. xoxo

    http://lifella2.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  10. Que texto lindooo, bateu muito com umas ideias que eu estava refletindo hoje mesmo.
    Pony Random | Instagram | Twitter | Facebook

    ResponderEliminar
  11. Como te compreendo. 2017 foi um ano um bocadinho mau e espero que 2018 seja muito melhor. E será! Pensamentos positivos! E que seja um óptimo ano para ti!

    Beijinhos
    https://aestilografa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Obrigada por tomares esta Chávena de Charme!
Os comentários serão respondidos assim que possível, no mesmo post!