sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Travel | Paris '16 #1

Eu, a Catarina e a Joana chegámos a Paris com a Tap, no dia 1 de outubro. Correu tudo bem no voo, atrasou um bocadinho mas nada de grave. 
Complicou quando quisemos sair do aeroporto de Orly para o centro de Paris. Eu tinha visto na net várias formas de fazer isso, anotei a mais económica, que seria apanhar um autocarro e depois um metro. Tinha tudo anotado, numero dos transportes e nome das paragens, no entanto quando tentamos comprar esses bilhetes o preço que nos pediram não coincidia com os 5€ que tinha visto. Fomos ao balcão de informações perguntar qual a forma mais económica de chegar ao centro de Paris. O Sr. disse que seria de taxi e que seriam cerca de 35€, no entanto quando abordamos um taxista, ele disse que seriam 80€. 

Conselho n°1: esqueçam os taxis. Eles querem enganar vos.


La investigámos à nossa maneira e decidimos ir de autocarro (Orly bus na paragem nº5 até uma zona mais central de Paris que se chama Villejuif-Louis Aragon) e depois apanhar o metro (M4 até à estação Étienne Marcel que ficava a 10 minutos a pé da casa onde íamos ficar). 
Basicamente era isto que eu tinha programado através do site Rome2Rio, simplesmente os preços não coincidiam.

Conselho nº2: Usem o site Rome2Rio para perceberem a forma mais fácil, rápida e económica de chegarem aos sítios, mas os preços não estão atualizados e o que o site chama a metro é "trem".
 
Acho que andar de autocarro foi uma ótima escolha, porque durante os 40 minutos de caminho pudemos ir apreciando a beleza de Paris.
Contávamos era ter visto a Torre Eiffel logo de início de uma forma diferente, porque só a vimos durante uns instantes e pareceu-nos mais pequena do que esperávamos (até ao dia seguinte que vos falarei amanhã). 

Preço do transporte do aeroporto de Orly até arrondisment 2: 8€ de Orly bus + 1,90 € de metro

 
Chegámos a casa, um loft que alugámos através do airbnb, e fomos super bem recebidas pelos donos da casa. Deixaram-nos café à disposição e uma garrafa de vinho de boas vindas. O apartamento, embora num 6°andar sem elevador, era impecável. Tínhamos uma sala/cozinha com uma mesa de refeições e um sofá cama super prático de montar e desmontar (que foi onde eu dormi) e depois no andar de cima um quarto com cama de casal e uma casa de banho. Era pequeno, acolhedor, prático e super bem localizado.
O nosso apartamento ficava, pelo que nos pareceu, numa das melhores zonas de Paris, a Rue Montmartre. Uma rua com imensos bares e restaurantes, servida também de supermercados e que ficava a 30 minutos a pé da Sacré-Coeur, 20 minutos a pé do Moulin Rouge ou Notre Dame e 10 minutos a pé do Louvre.

Conselho nº3: O Arrondissement 2, principalmente a Rue Montmartre, pareceu-nos um sítio ótimo para ficar e andar a pé para os pontos mais importantes da cidade.

Conselho nº4: Experimentem alojamento através do airbnb. O nosso apartamento ficou-nos em cerca de 400€ para as 4 noites. Dividindo pelas 3 ficou uma pechincha. Mais barato do que alojamento em Portugal.

Com isto, já seriam umas 16h e qualquer coisa e saímos para ir "almoçar". 
Encontrámos perto de casa uma pizzaria - Bella Angela - com preços acessíveis e conseguimos fazer uma refeição por cerca de 15,00€. A pizza tinha um preço acessível (€9) o que disparou na conta foi a bebida (€4) e o café (€2), mas valeu a pena porque as pizzas eram ótimas!

Os planos para o primeiro dia em Paris eram visitar a igreja de Sacré-Coeur, o Moulin Rouge e ainda passar pela Torre Eiffel já de noite para fotografar.




Conseguimos cumprir o Sacré-Coeur. Chegámos lá já deviam ser perto das 19h, tirámos umas fotografias, subimos até ao topo para desfrutar da vista e ainda entrámos mesmo dentro da igreja e  apreciámos a sua beleza.
Tinham-nos alertado que era uma zona perigosa, mas sinceramente nunca me senti ameaçada. É verdade que há uns senhores estranhos a pegarem-nos nos pulsos para tentar vender umas pulseiras de corda alegando serem tradição e darem sorte, mas se lhes disserem "non, non, non" com uma cara séria, acabam por se afastar.



Depois descemos e fomos em direção ao Moulin Rouge. Tirámos só umas fotos da parte de fora, porque entrar lá e consumir alguma coisa ia levar-nos à falência logo no primeiro dia! Já valeu a pena ver de fora.

Já não tivemos coragem de ir até à Torre Eiffel, era tarde e estávamos cansadas. Decidimos passar num supermercado para comprar coisas para os pequenos almoços e acabámos mesmo por jantar cereais. 

No fim do primeiro dia sentimo-nos todas super entusiasmadas pelos 4 dias que íamos ter pela frente.    
Também estão entusiasmados para ver o que nos reservou o segundo dia na cidade das luzes?

Passatempo a decorrer aqui no blog.
Passatempo a decorrer aqui no instagram.
Passatempo a decorrer aqui no facebook.

6 comentários:

  1. Fizeste-me ganhar o bichinho para visitar Paris! Aiiii! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E ainda não viste os outros posts que vão sair *.* Eu já lá quero voltar :D

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Adorei estar lá e tenciono mesmo voltar *.*
      Um beijinho*

      Eliminar
  3. Adorei o post. Ficou muito completo.
    Eu tenciono voltar ainda este ano por isso aponto sempre todas as dicas.
    Mega beijinho ;)

    http://blogsimplethingsofmylife.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ana :)
      Olha, então esta minha série de posts vem mesmo a calhar :)
      Beijinhos *

      Eliminar

Obrigada por tomares esta Chávena de Charme!
Os comentários serão respondidos assim que possível, no mesmo post!