sexta-feira, 11 de março de 2016

Travel | Piódão

Sempre fui adepta do "vá para fora cá dentro" e é por sítios de Portugal como o que vos mostro hoje que cada vez isso faz mais sentido.
No penúltimo fim-de-semana de fevereiro eu e o baby decidimos ir de escapadinha romântica até à aldeia do Piódão. Respirem fundo e preparem-se para a beleza desta aldeia de Portugal!




.

O Piódão é uma aldeia portuguesa, localizada na Serra do Açor, distrito de Coimbra, onde praticamente todas as casas são revestidas a xisto, com portas e aros das janelas de cor azul, o que confere a esta aldeia uma arquitetura e paisagem que dificilmente encontramos noutro lugar.
A paisagem é de cortar a respiração. Ruas íngremes, quedas de água, muita natureza e uma calma inexplicável.








Decidimos na quinta-feira que íamos passar lá a sexta e o sábado, mas como foi muito em cima da hora, só conseguimos alojamento na sexta-feira, para sábado já estava tudo lotado.

Ficámos no melhor sítio que poderia existir: a Casa da Padaria.
A Casa da Padaria é um alojamento rural e muito familiar. Podem contar com o maior conforto, higiene e disponibilidade por parte da senhora que cuida da casa e dos hóspedes.
O pequeno-almoço na Casa da Padaria (incluído no preço da dormida) é muito tradicional e caseiro. Não saem de lá com fome e têm oportunidade de provar iguarias da região, nomeadamente o delicioso requeijão acompanhado de doce de abóbora.


























Como só ficámos um dia pela aldeia do Piódão, trago-vos sugestões do que fazerem por lá nesse período de tempo.
Acordem e desfrutem da vista.
Tomem um bom pequeno almoço e comecem o dia com uma caiminhada de 5,5km que vos leva do Piódão até Chãs de Égua e depois novamente até ao Piódão. Só têm de seguir as ricas amarelas e vermelhas que vão encontrando. Demoram cerca de 3 horas ao longo das quais são constantemente presenteados com paisagens lindas.


Dica:
Levem calçado confortável, muita água e pensos rápidos caso fiquem com bolhas nos pés.
Mas não se assustem, a caminhada faz-se mesmo muito bem e vale muito a pena.



Ao chegarem novamente ao Piódão almocem num dos 2 restaurantes da aldeia (o Fontinha ou o Piódão XXI) ou então no snack bar mesmo na praça da igreja. Nós preferimos almoçar uns petiscos no snack bar e ficámos mesmo bem. No fim de almoço ainda pudemos provar uns licores e comprar mel do Piódão e uns souvenirs.




Dica:
Não há muitos sítios na aldeia que dê para pagar com multibanco, muito menos máquinas multibanco, por isso levem dinheiro.

Depois de almoço seguiu-se mais passeio, mas desta vez não foi por trilhos no meio da natureza, mas sim pelo meio da aldeia e das suas ruas estreitas e íngremes decoradas pelas casas de xisto com as portas azuis.
Passem pelo posto de turismo, na praça da igreja, e peçam o mapa da aldeia para verem os pontos a visitar. Depois é só "perderem-se" e desfrutarem muito do passeio.



E foi assim que passámos um dia na aldeia do Piódão.
No regresso a casa, como ficava em caminho, ainda passámos na Fraga da Pena, em Benfeita, mas já estavamos a ficar sem luz do sol e foi mesmo muito rápido só para tirar umas fotografias.


Fraga da Pena

Se tiverem possibilidade de visitar a aldeia do Piódão vale muito a pena.
Bons passeios *

3 comentários:

  1. Portugal é um país de belas paisagens! E a aldeia de Piodão é um dos locais obrigatórios a visitar. É uma aldeia pequena mas grande em encanto. Ao anoitecer ganha uma magia especial :)Já visitei e espero um dia regressar :)

    http://sosweetgirlythings.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não podia estar mais de acordo :)
      Um beijinho grande *

      Eliminar
  2. Eu no ano passado fui a essa aldeia. É sem dúvida uma aldeia linda e acolhedora mas, o que perde são os acessos a ela.

    ResponderEliminar

Obrigada por tomares esta Chávena de Charme!
Os comentários serão respondidos assim que possível, no mesmo post!